Reunião de Alinhamento da Equipe NTE 15

 

WhatsApp Image 2017-05-17 at 16.19.13

Nesta quarta-feira, 17 de maio, os servidores lotados no NTE 15 participaram de uma Reunião de Alinhamento e Planejamento de Ações a curto prazo, com o objetivo de avaliar e otimizar a prestação de serviço pelo Núcleo, redimensionar as atividades internas, fortalecer a formação em serviço e buscar alternativas para melhorar os canais de comunicação internos e externos.

O NTE 15 foi o último dos Núcleos a ser criado pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a partir do Território da Bacia do Jacuípe e seus 15 municípios, antes atendidos por 3 Direc’s diferentes.

WhatsApp Image 2017-05-17 at 20.11.30

O processo de criação dos Núcleos Regionais de Educação fortaleceu a política de desenvolvimento regional, dando aos Territórios de Identidade mais autonomia para tratar dos seus problemas e mais visão às especificidades locais, priorizando uma Educação que além de pública e gratuita, deva ser contextualizada.

Neste encontro, os servidores apresentaram a seus pares a rotina diária de trabalho, as dificuldades apresentadas, de ordem estrutural, comunicacional e de resolução de problemas, bem como as proposições para a melhoria da oferta do serviço público, com o fim maior de garantir o bom funcionamento das 27 Unidades Escolares jurisdicionadas ao NTE e, consequentemente, a qualidade da Educação em cada Escola.

WhatsApp Image 2017-05-17 at 16.18.29WhatsApp Image 2017-05-17 at 16.18.47(1)

Atenção estudante – Últimos dias para as inscrições no ENEM

800x400
 Os estudantes têm até esta sexta-feira (19) para fazer a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), cujas provas serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. Durante toda a semana, professores e gestores das escolas estaduais estão auxiliando os estudantes no processo. Por meio da campanha ENEM 100%, da Secretaria da Educação do Estado, as escolas estão disponibilizando os laboratórios de informática, secretarias e outras salas com computadores e acesso à Internet para que os estudantes garantam suas inscrições para o exame.
Além de apoio para as inscrições, o ENEM 100% envolve várias ações articuladas, como a realização de aulões e simulados. Para auxiliar os estudantes na preparação para as provas a Secretaria da Educação do Estado disponibiliza também mais de quatro mil conteúdos digitais educacionais no Ambiente Educacional Web. São conteúdos de todas as disciplinas das áreas de conhecimento, inclusive videoaulas, e de todos os níveis de ensino, produzidos e/ou catalogados por educadores da Rede Anísio Teixeira.
Isenção
Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino possuem isenção garantida na inscrição do ENEM. Para isto, eles devem informar, no ato da inscrição, o seu CPF e a data de nascimento. Com esses dados, o sistema identifica automaticamente quem são os alunos de escolas públicas e o valor, que seria de R$ 82, é liberado. A inscrição pode ser feira através do portal do Inep.
A rede estadual tem 125 mil alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio aptos a realizarem o ENEM.

Um giro pela Bacia do Jacuípe

WhatsApp Image 2017-05-12 at 08.34.33A semana de 08 a 12 de maio foi marcada por inúmeras atividades nas Unidades Escolares Estaduais do Território da Bacia do Jacuípe.

A mobilização para a eleição dos novos membros do Colegiado Escolar e o processo eleitoral propriamente dito aconteceu com muita transparência e significativa participação dos segmentos.  O Colegiado Escolar tem a função de promover a participação e acompanhamento das ações pedagógicas, administrativas e financeiras da escola. Ele é composto pelo diretor da escola e representantes de professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis.

NTE 15 (43)Algumas escolas aproveitaram o momento para realizar reuniões com pais e mães, tanto para tratar da importância da presença da Família na Escola, quanto para alinhar assuntos pertinentes à vida escolar dos estudantes.

Além disso, a Culminância do Projeto de Leitura do CE Virgílio Francisco Pereira, em Nova Fátima e as oficinas de produção textual no CE Abelardo Moreira, em Mairi, valorizaram as diferentes linguagens, nas diferentes áreas do conhecimento, mas com um propósito em comum: motivar os estudantes para o envolvimento com a leitura e a escrita.

Em Capim Grosso, o CETEB Bacia do Jacuípe III, realizou um bate-papo com a psicóloga Drª Carolina, sobre Depressão e Suicídio na Adolescência. Um momento de significativa aprendizagem para estudantes, professores e gestores.

Em Pintadas, no feriado de 09 de maio, aniversário da cidade, a Fanfarra do CE Normal de Pintadas se apresentou, levando música e arte para as ruas do município.

NTE 15 (63)Em Ipirá, o CETEP Bacia do Jacuípe realizou um Seminário Temático de Educação Profissional, envolvendo principalmente os novos estudantes do Centro nos debates sobre os novos rumos da Educação Profissional na Bahia.

Por fim, a Coordenação de Educação Básica – CODEB, com a condução do professor Adílio Soares, começou a realizar uma série de Diálogos nas Escolas de Ipirá, tendo a presença de articuladores de área e vice-diretores, sobre a Recuperação da Aprendizagem, Dia “D” Avaliar e os Encontros de Atividade Complementar. Vale ressaltar que essa ação será extensiva a todas as Unidades Escolares. A proposta é que o NTE realize reuniões em mais 8 municípios até o final do mês de maio.

Vejam mais fotos aqui.

ALUNOS DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO DO ANEXO DO COLÉGIO ESTADUAL BERILO VILAS BOAS VISITAM A CIDADE DE CANUDOS, ÚLTIMA ETAPA DO PROJETO “SERTÕES: CANUDOS NÃO SE RENDEU”

canudos 2O Projeto “Sertões: Canudos não se rendeu”, foi uma iniciativa da professora Andréia Peixoto, orientadora da disciplina de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, no Anexo do Colégio Estadual Berilo Vilas Boas, em São José do Jacuípe. Apresentado durante a Jornada Pedagógica, o projeto teve total apoio da diretora da unidade, Núbia Oliveira e da coordenadora pedagógica, Alane Carvalho, além de toda equipe de professores, que reconheceram a importância de resgatar a história de um conflito que marcou o Nordeste, principalmente o sertão baiano, e que deve ser reconhecido como a luta de um povo, esquecido, sofrido e massacrado por um governo autoritário, covarde e cruel.

O principal objetivo da professora era apresentar a história do confronto de Canudos, e levar seus alunos a refletirem sobre a importância que esta luta do sertanejo teve na época e seu legado para o povo de hoje que, de formas diferentes, continua lutando para ter seus direitos respeitados e para não ser explorado por governos autoritários como o que Antônio Conselheiro e os “conselheiristas” tiveram que enfrentar.

Para alcançar o objetivo do projeto, algumas etapas foram seguidas e realizadas durante dois meses (março e abril), a primeira delas foi solicitar aos alunos que fizessem a leitura da obra “Os Sertões”, de Euclides da Cunha, onde o autor narra a saga do exército brasileiro na luta contra os pobres sertanejos de Antônio Conselheiro, colocando em evidência a dor e a miséria do sertão. Em paralelo à leitura da obra, houve a exposição do contexto histórico do Brasil do final do século XIX e início do século XX e a abordagem da escola literária da qual a obra euclidiana faz parte, o Pré-modernismo brasileiro, o que foi realizado durante as aulas pela professora Andréia Peixoto e reforçado pela professora Clélia Valois, da disciplina de História. A 1ª e 2ª etapas foram realizadas no primeiro mês e o desfecho foi uma avaliação sobre o livro, para uma análise de como os alunos compreenderam a história e o que apreenderam sobre o tema abordado no livro.

9Na 3ª etapa do projeto, realizou-se uma aula de campo, uma visita à cidade de Canudos, o que aconteceu no dia 27 de abril, e teve apoio da direção da escola, da prefeitura da cidade de São José do Jacuípe e da Secretaria de Educação do município. A viagem foi muito esperada pelos alunos, pois após conhecerem a história da Campanha de Canudos e dos seus personagens, principalmente Antônio Conselheiro, surgiu uma enorme curiosidade de como estaria a cidade hoje, 120 anos após a revolta. O sucesso do projeto concretizou-se, a viagem foi belíssima, os alunos além de curtirem os vários pontos turísticos de Canudos que guardam a história do massacre, demonstraram o tempo todo interesse pelo assunto e valorização pelo aprendizado e cultura adquiridos. Participaram desta última etapa: os alunos do 3º ano (vespertino e noturno), a diretora da unidade, Núbia Oliveira, a professora de História, Clélia Valois, e a autora do projeto e professora de Literatura, Andréia Peixoto.

Enfim, além da satisfação de ter alcançado o objetivo do projeto, de perceber a satisfação dos alunos, a turma ainda teve o prazer de realizar a última etapa desse projeto acompanhada de um poeta da cidade de Canudos, José Américo Amorim, o qual convidado pela professora Andréia, foi muito solícito e apresentou a cidade e a história de Canudos ao grupo, de forma alegre e poética, o que deixou os alunos ainda mais interessados pelo tema. Os alunos registraram tudo, fizeram vídeos e fotos, compraram lembranças da cidade e livros com a história de Canudos. Realizou-se visitas ao Memorial de Canudos, mantido pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), a Serra do Mirante, que possui uma enorme estátua de Antônio Conselheiro e uma vista incrível para o açude de Cocorobó, e o Parque Estadual de Canudos, que também é mantido e preservado pela UNEB.

Vejam mais fotos da visita:

canudos 1

14

13121110

REDAÇÃO: Professora Núbia Oliveira.

ALUNOS DO COLÉGIO ESTADUAL BERILO VILAS BOAS VISITAM A CIDADE DE CANUDOS, ÚLTIMA ETAPA DO PROJETO “SERTÕES: CANUDOS NÃO SE RENDEU”

7 (1)

O Projeto “Sertões: Canudos não se rendeu”, foi uma iniciativa da professora Andréia Peixoto, orientadora da disciplina de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira no Anexo do Colégio Estadual Berilo Vilas Boas. Apresentado durante a Jornada Pedagógica, o projeto teve total apoio da diretora da unidade, Núbia Oliveira e da coordenadora pedagógica, Alane Carvalho, além de toda equipe de professores, que reconheceram a importância de resgatar a história de um conflito que marcou o Nordeste, principalmente o sertão baiano, e que deve ser reconhecido como a luta de um povo, esquecido, sofrido e massacrado por um governo autoritário, covarde e cruel.

  O principal objetivo da professora era apresentar a história do confronto de Canudos, e levar seus alunos a refletirem sobre a importância que esta luta do sertanejo teve na época e seu legado para o povo de hoje que, de formas diferentes, continua lutando para ter seus direitos respeitados e para não ser explorado por governos autoritários como o que Antônio Conselheiro e os “conselheiristas” tiveram que enfrentar.

   Para alcançar o objetivo do projeto, algumas etapas foram seguidas e realizadas durante dois meses (março e abril), a primeira delas foi solicitar aos alunos que fizessem a leitura da obra “Os Sertões”, de Euclides da Cunha, onde o autor narra a saga do exército brasileiro na luta contra os pobres sertanejos de Antônio Conselheiro, colocando em evidência a dor e a miséria do sertão. Em paralelo à leitura da obra, houve a exposição do contexto histórico do Brasil do final do século XIX e início do século XX e a abordagem da escola literária da qual a obra euclidiana faz parte, o Pré-modernismo brasileiro, o que foi realizado durante as aulas pela professora Andréia Peixoto e reforçado pela professora Clélia Valois, da disciplina de História. A 1ª e 2ª etapas foram realizadas no primeiro mês e o desfecho foi uma avaliação sobre o livro, para uma análise de como os alunos compreenderam a história e o que apreenderam sobre o tema abordado no livro.

6

Na 3ª etapa do projeto, realizou-se uma aula de campo, uma visita à cidade de Canudos, o que aconteceu no dia 27 de abril, e teve apoio da direção da escola, da prefeitura da cidade de São José do Jacuípe e da Secretaria de Educação do município. A viagem foi muito esperada pelos alunos, pois após conhecerem a história da Campanha de Canudos e dos seus personagens, principalmente Antônio Conselheiro, surgiu uma enorme curiosidade de como estaria a cidade hoje, 120 anos após a revolta. O sucesso do projeto concretizou-se, a viagem foi belíssima, os alunos além de curtirem os vários pontos turísticos de Canudos que guardam a história do massacre, demostraram o tempo todo interesse pelo assunto e valorização pelo aprendizado e cultura adquiridos. Participaram desta última etapa: os alunos do 3º ano (vespertino e noturno), a diretora da unidade, Núbia Oliveira, a professora de História, Clélia Valois, e a autora do projeto e professora de Literatura, Andréia Peixoto.

Enfim, além da satisfação de ter alcançado o objetivo do projeto, de perceber a satisfação dos alunos, a turma ainda teve o prazer de realizar a última etapa desse projeto acompanhada de um poeta da cidade de Canudos, José Américo Amorim, o qual convidado pela professora Andréia, foi muito solícito e apresentou a cidade e a história de Canudos ao grupo, de forma alegre e poética, o que deixou os alunos ainda mais interessados pelo tema. Os alunos registraram tudo, fizeram vídeos e fotos, compraram lembranças da cidade e livros com a história de Canudos. Realizou-se visitação Memorial de Canudos, mantido pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB),a Serra do Mirante, que possui uma enorme estátua de Antônio Conselheiro e uma vista incrível para o açude de Cocorobó, e o Parque Estadual de Canudos, que também é mantido e preservado pela UNEB

20 19 18 17 16 10 9 8 7 (1) 6 5 4 3 (1) 2

Provas para o processo seletivo da Educação acontecem domingo

Simulado Enem no Colégio Estadual Ruben Dário - Foto Suâmi Dias (37) II

 

Já estão disponíveis os cartões de inscrição com os locais de provas para os candidatos que irão fazer, neste domingo (7), o Processo Seletivo Simplificado promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. O processo visa a contratação, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), de professores e profissionais da Educação. Os cartões de inscrição estão disponíveis no site: www.ibrae.com.br

 As provas serão aplicadas no turno matutino, das 8h às 12h, para as funções de professor da Educação Profissional, preceptor de estágio Enfermagem, técnico de Atendimento Educacional Especializado, tradutor/Interprete de Libras, cuidador educacional, braillista, instrutor de Libras, professor, por segmento da Educação e o do técnico de nível médio/mediador. No turno vespertino, das 14h às 18h, serão realizadas as provas para professor da Educação Básica, da Educação Básica no Campo e Professor Indígena.

 Vagas – A seleção visa a contratação de 2.483 professores da Educação Básica, Educação no Campo e mais 215 vagas para professor Indígena. O processo seletivo também envolve 961 vagas para a função de técnico de nível médio/mediador para o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec).

 São ofertadas, ainda, 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica. São mais 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a técnicos de atendimento educacional especializado, tradutor/intérprete de Libras, cuidador educacional, braillista e instrutor de Libras.

Foto: Ilustração

Ouvidoria da Educação realiza formação com técnicos dos Núcleos Territoriais

e

Técnicos dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) estão participando, nestas terça e quarta-feira (25 e 26/07), de encontro formativo promovido pela Ouvidoria da Educação em parceria com a Ouvidoria Geral do Estado (OGE). A atividade, que acontece no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, tem o objetivo de debater a Ouvidoria como instrumento de participação social e as principais atividades do órgão, que visa aperfeiçoar o atendimento prestado à população em todo o Estado.

O subsecretário da Educação, Nildon Pitombo, falou sobre a importância deste instrumento de aproximação do Estado da sociedade. “A nossa expectativa como educadores é trabalharmos no sentido pedagógico, educando o cidadão para a importância do exercício da cidadania através da instrumentalização da Ouvidoria como ferramenta de participação e controle social. Por isso, devemos estar preparados e munidos de conhecimento para evitarmos os ‘denuncismos’ e para prestarmos o melhor serviço”, afirmou.

 C

Segundo o Ouvidor da Educação, Francisco Neto, o encontro serve também para a troca de experiências e para intensificar ações que popularizem o órgão. “Além do atendimento, temos o acesso direto às escolas por meio do projeto ‘Ouvidoria Vai à Escola’, que promove atividades para incentivar gestores, estudantes, funcionários e professores a conhecerem e procurarem o nosso trabalho. A Ouvidoria da Educação também é a responsável pela gestão da Lei de Acesso à Informação, por isso temos que estar preparados para utilizá-la e disseminá-la como processo democrático do País”.

A assessora técnica da OGE, Juçara Gonçalves Reis, destacou o papel do órgão neste atendimento ao público. “Estamos em primeiro lugar em eficácia no atendimento passivo e isso está ligado a uma boa parceria com todos os órgãos na procura da melhor resposta. Por isso, é importante que os técnicos do NTE procurem a sede da Secretária da Educação sempre que tiverem dúvidas sobre os procedimentos. Ainda lembrando, que o direito de acesso à informação é constitucional e vem cada vez mais se aprimorando”, ressaltou.

Para o técnico da Ouvidoria da Educação, Aldemir Silva , do Núcleo Territorial de Educação de Ipirá (NTE-15), “o trabalho realizado nos diversos cantos do Estado promove uma verdadeira gestão democrática. Acredito que estamos conseguindo aproximar a comunidade escolar e esse encontro acaba nos auxiliando a adquirir conhecimento e a trocar experiências com os colegas”, disse.

Participaram da abertura do encontro o diretor Geral do IAT, Severiano Alves, e o coordenador de Articulação dos Núcleos Territoriais de Educação (CONTE), José Barreto Bittencourt.

Educadores e gestores escolares têm até o dia 30/04 para participar do Formacenso

Formacenso

Professores, coordenadores pedagógicos e gestores das unidades escolares da rede estadual de ensino têm até o dia 30 de abril para participar do Censo da Formação dos Profissionais da Educação Básica (Formacenso). A iniciativa da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, realizada pelo Instituto Anísio Teixeira (IAT), busca valorizar os profissionais da educação básica, promovendo uma consulta sobre o interesse de participação em processos de formação, com o objetivo de subsidiar a oferta de cursos a serem realizados pelo IAT. O formulário será online e está disponível no endereço formacenso.educacao.ba.gov.br

De acordo com o diretor-geral do IAT, Severiano Alves, o Formacenso é o primeiro passo para a execução do Plano de Formação e Desenvolvimento dos Profissionais da Educação Básica, proposto pelo Instituto em articulação com a Superintendência de Políticas para a Educação Básica (Suped). “Precisamos ter um levantamento da real necessidade da rede estadual e, também, dos desejos dos educadores e gestores para o seu plano de carreira. Com a demanda dos profissionais nas mãos, podemos planejar e ofertar cursos de formação continuada”, afirmou Severiano.

A diretora de Formação e Experimentação Educacional, Daday Sales, ressaltou a importância do Formacenso para o processo formativo dos educadores. “Para as ofertas de formação continuada é preciso considerar a formação, a atuação e o interesse dos profissionais que serão atendidos. Com o Formacenso, teremos essas informações atualizadas, o que nos dará melhores condições de planejar a atualização da formação acadêmica, aperfeiçoamento profissional e pedagógico. A Secretaria, por meio do IAT, poderá, dessa forma, promover ofertas que vão ao encontro das expectativas e das necessidades de formação continuada de sua rede e são significativas para os seus profissionais, na perspectiva de assim melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem”, disse Daday.

Plano de Formação dos Profissionais da Educação

O Plano de Formação tem como objetivo contribuir com o cumprimento da meta 16 dos planos nacional e estadual de educação, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e o decreto Nº 8.752, que trata da Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica, garantindo a melhoria da qualidade da educação básica. O Plano de Formação e Desenvolvimento dos Profissionais da Educação Básica contempla três programas, interdependente e complementares: o de Formação e Desenvolvimento dos profissionais da educação, o de Tecnologias e Mídias Educacionais e o de Pesquisa Inovação Pedagógica, todos desenvolvidos pelo Instituto Anísio Teixeira.

 

 

 

CEAM workshop detonador do projeto: Viajando no mundo da leitura

13873146_1133209513383812_3227197526663804409_n - Cópia

Ensinar língua oral deve significar para a escola possibilitar acessos a usos da linguagem mais formalizados e convencionais, que exijam controle mais consciente e voluntário da enunciação, tendo em vista a importância que o domínio da palavra pública tem no exercício da cidadania.

(Parâmetros Curriculares Nacionais 1999, p. 67)

Nessa linha a Equipe do Colégio Estadual Abelardo Moreira – desenvolve o projeto “Viajando no mundo da leitura”. Sendo este distribuído em atividades diversas iniciando com um Workshop na sala de leitura desenvolvido pelos professores da Área de Linguagens Códigos e suas Tecnologias na biblioteca com apresentação de diversos veículos de comunicação que apresentam as diversas tecnologia nas quais temos acesso a diferentes gêneros textuais: propaganda, cordel e sarau, texto teatral, e música.

Ainda como atividades do projeto serão desenvolvidas oficinas trabalhando com os diversos gêneros, saraus com poesias autorais, café literário.

escola-voluntaria

Equipe responsável:

Coordenadora: Maria de Lourdes Almeida

Professores: Marilza, Glória, Cleusa, Marlene, Nilda, Francilma, Susanete

Colégio Estadual Abelardo Moreira
Rua Profª Claudionora Brasil, nº 14, Centro
Mairi – BA

(74) 3632-3226
ceam.mairi@educacao.ba.gov.br

Eleição para líderes de classe 2017 mobilizam estudantes nos colégios estaduais

Lideres 1

 Estão acontecendo entre os dias 10 e 13 de abril as eleições para eleger os estudantes que serão os líderes de classe em 2017 nos colégios estaduais do Estado da Bahia.

No Território da Bacia do Jacuípe todas as Unidades Escolares estão mobilizadas para a realização do pleito eleitoral para a escolha dos estudantes que irão se tornar líderes e vice-líderes.

A regulamentação da eleição dos líderes de classe nas Unidades Escolares da Rede Estadual da Bahia segue normas e procedimentos para a atuação do representante de classe em articulação com a equipe gestora.

Após a mobilização e formação das comissões eleitorais, todos os alunos devidamente matriculados poderão votar nos líderes e vice líderes organizados por chapas. Os alunos somente poderão votar nos candidatos da sua própria sala, votando uma única vez.

Lideres 2O voto é direto e secreto a fim de assegurar a participação de todos (as) os (as) estudantes da classe.

Dentre as atribuições dos líderes e vices, estão:

- Estabelecer contato permanente com os demais Líderes de Classe para troca de experiências e proposições para melhorias do processo educativo;

- Estimular o bom relacionamento da classe, através de diálogo;

- Buscar a opinião consensual do grupo para representá-lo em situações decisórias;

- Propor reuniões de interesse da classe, sem prejuízo para o desempenho acadêmico dos estudantes ou demais atividades realizadas pela unidade escolar;

- Orientar os(as) colegas, encaminhando-os(as) aos setores competentes para elucidar dúvidas;

- Incentivar o desenvolvimento de comportamentos e atitudes que busquem a melhoria da aprendizagem da classe; dentre outras atribuições que deverão fazer parte do plano de ação dos eleitos para ser colocados em prática logo após tomarem posse.

Desde 2015 a Secretaria de Educação do Estado da Bahia vem consolidando o processo eleitoral dos Líderes de Classe que já acontecia na Rede Estadual de Ensino. São eleitos, a cada ano, mais de 35 mil estudantes do ensino Fundamental e Médio na maioria das classes regulares da Educação Básica e as suas modalidades para a representação de interesses coletivos e fortalecimento do protagonismo juvenil.

LI 3

LI 2

LI 1