Secretaria da Educação abre na segunda-feira processo de transferência de professores e coordenadores pedagógicos

Volta as Aulas 2015 - Col. Mestre Paulo dos Anjos (47)

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia publicou, nesta sexta-feira (5), no Diário Oficial (DO), a portaria n° 241/2017 que abre o processo seletivo para a remoção de professores e coordenadores pedagógicos dos Ensinos Fundamental e Médio que desejam transferência de escola. Os interessados devem participar da seleção, cujas inscrições serão realizadas de 8 a 12 de janeiro, conforme edital nº 01/2018. O objetivo da ação é normatizar o sistema de remoções e reajustar o quadro do magistério da rede estadual de ensino, respeitando os direitos dos professores e sem comprometer a continuidade do serviço.

Para a inscrição, os educadores devem preencher o formulário de requerimento de remoção, contidos no edital, protocolando-o nos SAC Educação de Salvador ou de Feira de Santana, bem como nas sedes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), justificando a necessidade para a mudança de unidade. O processo de remoção independe de autorização ou ciência do superior hierárquico da unidade.

Será habilitado o servidor que cumprir integralmente os requisitos estabelecidos no edital, a exemplo de ter regime de trabalho e habilitação compatíveis com a vaga pretendida; não ter sido removido nos últimos dois anos; não estar de licença por motivo particular; e não estar cedido para outros órgãos administrativos do Estado. Para efeito de pontuação e consequente classificação serão considerados os critérios estabelecidos: maior tempo de efetivo exercício no magistério estadual na localidade onde requer a remoção; doutorado, mestrado ou especialização na área de atuação ou em Educação; mais antigo no magistério público; e de idade maior. O processo está sob a coordenação da Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria da Educação do Estado.

Caso a remoção pretendida seja entre unidades do mesmo município, o professor deverá indicar três escolas em ordem decrescente de prioridade. Já para transferência entre municípios, o educador deverá indicar três localidades também em ordem decrescente de prioridade. A divulgação da classificação será realizada no dia 19/1 e o resultado final, no dia 26 de janeiro.

 Leia aqui a íntegra da portaria e do edital

 Cronograma do processo seletivo:

5/1 – Publicação do edital

8/1 a 12/1 – Período de inscrição

19/1 – Publicação da classificação inicial

22/1 e 23/1 – Interposição de recursos

28/1 – Homologação do resultado final

Secretaria da Educação do Estado reabre inscrições do curso de aperfeiçoamento para professores e coordenadores pedagógicos

24862104_1987708514839439_5705815018167846311_n

A Secretaria da Educação do Estado reabre, nesta sexta-feira (5/1), às 10h, as inscrições online para o curso “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, destinado a professores e coordenadores pedagógicos dos Ensino Fundamental e Médio da rede estadual de ensino. Desenvolvido na modalidade de Educação à Distância (EAD), os educadores têm até 15 de janeiro, às 23h59, exclusivamente no endereço www.sec.ba.gov.br/inscricaoeventos/app/eventoInternet.asp, para efetuar a inscrição e garantir a vaga. O curso será iniciado no dia 1° de fevereiro de 2018.

 O curso é mais uma ação estratégica do Estado para fortalecer o eixo pedagógico das escolas, valorizando a carreira dos educadores, pois os participantes concluintes do curso terão um ganho médio de 14% em seus vencimentos até maio de 2019. Quem se inscreveu na primeira etapa já recebeu o pagamento de 6% sobre o vencimento básico dos educadores em dezembro de 2017, referente à primeira promoção. Quem se inscrever nesta nova etapa deverá receber estes 6% em janeiro. O valor da segunda promoção será antecipado em setembro de 2018. As promoções estão condicionadas à inscrição e à frequência dos professores e coordenadores na capacitação, dividido em dois módulos.

 Sobre o curso - O curso tem como objetivo tornar evidente na prática pedagógica da rede pública estadual de ensino a natureza transformadora das tecnologias educacionais, seja na vertente operacional ou na humanizadora, no processo de ensino e aprendizagem nas diversas áreas do conhecimento. As aulas serão realizadas fazendo uso de uma estrutura tecnológica e metodológica que possibilitará aos professores e coordenadores pedagógicos acessá-lo por meio de ambiente virtual de aprendizagem, através do site www.sec.ufba.br. Para o acesso, o educador deverá fazer uso do nome de usuário e senha, fornecidos através do e-mail informado no ato da inscrição.

 O curso terá a carga horária integral de 120 h e será constituído de dois módulos de 60h cada. O primeiro terá três etapas divididas em: Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) para a comunicação e coleta de dados (25 h); TDIC para Comunicação, Produção e Colaboração (25 h); e Avaliação do Módulo (10 h). O segundo módulo também terá três etapas divididos em: TDIC para Organização e Criação (25 h); Ambientes Virtuais de Aprendizagem (25 h); e Avaliação do Módulo (10 h). Para a conclusão do curso “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais” serão exigidos o aproveitamento com média 6,0 e a frequência mínima de 75% da carga horária total do curso.

Secretaria da Educação do Estado orienta sobre devolução e descarte de livros didáticos

Inauguração da Biblioteca do Colegio Romulo Almeida 038

A Secretaria da Educação do Estado está orientando os gestores das escolas da rede estadual sobre o descarte e devolução de livros didáticos. Para 2018, os estudantes e professores dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental devem entregar os materiais para reutilização e cada escola precisa adotar medidas para estimular as devoluções, bem como registrar a quantidade de livros devolvidos.

Já os livros do Ensino Médio, que encerram o ciclo trienal de atendimento, seguindo o Programa Nacional do Livro Didático, serão descartados, podendo ser entregues aos próprios alunos ou distribuídos para cooperativas de reciclagem credenciadas pelo Governo do Estado, de acordo com a Portaria nº 359 de 20 de janeiro de 2011, da Secretaria da Educação do Estado.

“Com a devolução dos livros, a escola pode avaliar as reais necessidades de novos livros, realizar remanejamento e solicitar livros da reserva técnica ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), promovendo o uso adequado dos recursos públicos”, destacou a coordenadora de Monitoramento do Livro Didático e Biblioteca da Secretaria da Educação do Estado, Alessandra Santana.

Já em relação ao descarte, Alessandra ressalta que “caso os estudantes não queiram ficar com os livros, o gestor escolar deve seguir os procedimentos da Portaria nº 359, preenchendo todos os formulários que estão disponíveis no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)”. A solicitação, completa, deve ser publicada no Diário Oficial pela Secretaria da Educação.

Recebimento – Além da devolução e descarte dos livros, os diretores devem ter atenção sobre o recebimento dos livros didáticos durante o mês de janeiro de 2018, mantendo uma pessoa responsável pelo procedimento nas escolas. Para garantir que os livros escolhidos pelos professores para o uso no ano letivo de 2018 foram entregues corretamente pelos Correios, é fundamental que sejam conferidos os pacotes que são acompanhados com o nome e endereço da escola, além de rótulo com especificações do conteúdo. Em caso de discordância, o gestor deverá entrar em contato com o FNDE pelo e-mail livrodidatico@fnde.gov.br.

SEMINÁRIO FINAL DO PACTO PELA EDUCAÇÃO: CONSTRUINDO UMA REDE DE EXPERIÊNCIAS EM DEFESA DA ALFABETIZAÇÃO.

IMG-20171122-WA0068

 

A coordenação de Projetos Especiais da Secretaria da Educação do Estado da Bahia – COPE, com o objetivo de avaliar as ações do Programa Pacto pela Educação de 2017, está realizando em todos os 27 Territórios de Identidade do Estado da Bahia, uma série de Encontros com Secretários municipais de Educação, coordenadores locais e coordenadores pedagógicos – Seminários: “Redes de Experiências”.

 Em Ipirá, o Seminário Regional Final Pacto Estadual 2017 aconteceu no dia 21 de novembro de 2017,  no Auditório da Coordenadoria Municipal de Educação de Ipirá, das 8h às 17h, com a presença dos atores envolvidos no programa nos 15 municípios circunscritos ao NTE 15.

IMG-20171122-WA0072

O evento contou com a apresentação das atividades desenvolvidas em cada município, divididas por mesas temáticas:

Mesa 1: A leitura deleite e a contação de história: o tempo para gostar de ler.

  1. Baixa Grande –Contação de História.
  2. Várzea do Poço – Registro em Vídeo – Momento deleite.
  3. Nova Fátima –Registro Fotográfico – Formação de Professores: Estratégias para o “Tempo pra Gostar de Ler”.

 Mesa 2: A roda de leitura e oralidade numa perspectiva interdisciplinar

  1. Serra Preta – Registro em Vídeo – Roda de leitura
  2. Quixabeira- Atividade de leitura.

 Mesa 3 : Da aquisição da escrita à produção de texto: Escrevendo do seu jeito.

  1. Capela do Alto Alegre –Estratégias para o ensino da escrita.
  2. Pintadas – Proposta de intervenção para a aquisição da escrita.
  3. Várzea da Roça – Registro em Vídeo: Estratégias de produção textual nas turmas do 3º ano

 Mesa 4: Matematizar com jogos: Conversando e registrando – uma brincadeira que deu certo.

  1. Ipirá- Vivência: atividades da Pdam do 1º ano, reforçando a importância do planejamento e a relação com o quadro didático.
  2. Pé de Serra –Exposição de estratégias de mediação feita pela equipe do Pacto durante as formações de matemática junto aos professores.

 Mesa 5: A gestão do NALFA e as dimensões estratégicas

  1. Mairi – Formação continuada: Experiência na organização dos círculos formativo, mobilização para envolvimento dos professores no Pacto.
  2. Capim Grosso –Experiência na realização do diagnóstico e suas consequências para as ações de 2017 e ações de acompanhamento.
  3. Riachão do Jacuípe – Experiência no processo de construção da diretriz Avaliação no Ciclo de Alfabetização, dando ênfase às etapas, entraves e desafios.
  4. São José do Jacuípe – Experiência no processo de mobilização para efetivação das ações do Pacto no município; exposição de depoimentos de professores sobre a compreensão do programa.

 Visando repactuar com as Secretarias Municipais de Educação o compromisso com a política de garantia do direito à alfabetização até aos oito anos de idade e orientar para a organização de processos de mobilização social em torno da garantia desse direito, o Pacto pela Educação promove a formação continuada de profissionais, garante o apoio pedagógico ao trabalho docente para o fortalecimento do processo de formação e realiza o acompanhamento no âmbito do ciclo inicial de alfabetização (1º a 3º ano) e ciclo complementar (4º e 5º anos).

 Para as coordenadoras do Programa no Território da Bacia do Jacuípe, Profª Débora Carvalho e Profª Lorena Benevides, o Seminário foi uma oportunidade de avaliação das ações desenvolvidas ao longo deste ano, de partilha das experiências exitosas, fortalecendo o trabalho de formação de professores alfabetizadores nos 15 municípios.

IMG-20171122-WA0071

IMG-20171122-WA0073

IMG-20171122-WA0079

IMG-20171122-WA0069

IMG-20171122-WA0081

IMG-20171122-WA0077

IMG-20171122-WA0082

IMG-20171122-WA0075

NTE 15 DIVULGA OS RESULTADOS DOS PROJETOS ARTÍSTICOS E CULTURAIS 2017

2º-DIA-III-ENCONTRO-TERRITORIAL-DE-ARTE-E-CULTURA-ESTUDANTIL-NOTICIAS (514)

 

Depois do III Encontro Territorial de Arte e Cultura Estudantil, ocorrido nos dias 26 e 27 de outubro em Ipirá, o NTE 15 divulga a lista com os classificados para o 6º Encontro Estudantil em 2018, onde os alunos do AVE , EPA e TAL estarão representando o Território da Bacia do Jacuípe e os alunos dos projetos DANCE, ENCANTE, FACE, FESTE e PROVE  concorrerão para representar o nosso território junto com os alunos de todo o Estado da Bahia, na ocasião da Etapa Estadual.

AVE – ARTES VISUAIS ESTUDANTIS

Colégio Estadual de Quixabeira – QUIXABEIRA – SOL A SOL

Colégio Estadual Maria Dagmar Miranda – RIACHÃO DO JACUÍPE – MISCELÂNEA DA SECA

Colégio Estadual Edna Moreira Pinto Daltro – CAPIM GROSSO – OS VERDADEIROS SÁBIOS

EPA – EDUCAÇÃO PATRIMONIAL E ARTÍSTICA

Colégio Estadual Edna Moreira Pinto Daltro – CAPIM GROSSO – AS BENZENDEIRAS

TAL – TEMPOS DE ARTE LITERÁRIA

Colégio Estadual Maria Evangelina Lima Santos – IPIRÁ – NOTA DE FALECIMENTO

Colégio Estadual Pedro Falconeri Rios – PÉ DE SERRA – DEMAQUILANTE

Colégio Estadual Osvaldo Cruz – RIACHÃO DO JACUÍPE – O BERÇO DO JACUÍPE

DANCE – DANÇA ESTUDANTIL

Colégio Estadual Gov. Antônio C. Magalhães – VÁRZEA DA ROÇA – AFRO ÊPAPA

ENCANTE – ENCONTRO DE CANTO CORAL ESTUDANTIL

Colégio Estadual Osvaldo Cruz – RIACHÃO DO JACUÍPE – SEMENTES DO AMANHÃ

FACE – FESTIVAL ANUAL DA CANÇÃO ESTUDANTIL

Colégio Estadual Profa. Zenilda Fernandes dos S. Farias – CAPELA DO ALTO ALEGRE – MEU PEDAÇO DE CHÃO

FESTE – FESTIVAL ESTUDANTIL DE TEARO

Colégio Estadual de Quixabeira – QUIXABEIRA – POR QUE MARIA?

PROVE – PRODUÇÃO DE VÍDEO ESTUDANTIL

Colégio Estadual Edna Moreira Pinto Daltro – CAPIM GROSSO – (R)EXISTÊNCIA

PROFESSORA DO COLÉGIO MONSENHOR PARTICIPA EM PORTUGAL DE SIMPÓSIO MUNDIAL DE ESTUDOS DA LÍNGUA PORTUGUESA

Tatiane Araújo_FotoA professora Tatiane Araújo, do Colégio Estadual Monsenhor Alcides Cardoso (Ipirá/NTE15) participará, no período de 24 a 28 de outubro, do VI SIMELP (Simpósio Mundial de Estudos da Língua Portuguesa), que acontecerá em Santarém, Portugal.

Graduada em Letras, Especialista em Estudos Literários e Mestre em Literatura, a professora é pesquisadora da área e tem apresentado trabalhos em congressos e seminários em diversas cidades do Brasil. Com seu artigo aprovado pela comissão organizadora do evento desde o final do ano passado, neste simpósio em Portugal, Tatiane apresentará um artigo sobre as representações do urbano na poesia do poeta feirense Eurico Alves Boaventura.

ppContando com representantes de todos os continentes, o SIMELP constitui-se de vários simpósios e mesas redondas que visam a propiciar discussões entre professores, pesquisadores e estudantes em áreas como a linguística, a literatura, a cultura, a tradução e a educação.

Segundo a professora, em eventos como este, a intensa troca de experiências e os constantes momentos de reflexão nos arrastam vertiginosa e deliciosamente para o desenvolvimento científico e pedagógico.

Site do simpósio: http://simelp.ese.ipsantarem.pt/

Estudantes de Riachão de Jacuípe participam da V Semana da Educação Profissional e Tecnológica

2017-10-17-PHOTO-00000063

 

Esta semana está sendo de muito aprendizado e troca de conhecimentos para os estudantes dos cursos técnicos do Centro Territorial de Educação Profissional Bacia do Jacuípe II João Campos (CETEP), localizado em Riachão de Jacuípe (191 km de Salvador). Eles estão expondo trabalhos, participando de oficinas, apresentações culturais e outras atividades durante a V Semana da Educação Profissional e Tecnológica, iniciada na noite desta segunda-feira (16), e que segue até quinta (19), na unidade de ensino.

De acordo com a vice-diretora de Articulação com o Mundo do Trabalho, Ingridh Arapiroca Oliveira, o evento, que é aberto ao público e apresenta como tema “Um despertar para o empreendedorismo”, é essencial para o aprendizado dos estudantes. “O principal propósito é oportunizar a promoção e a difusão de conhecimentos, além da divulgação das produções dos estudantes dos cursos técnicos em Administração, Agroecologia, Enfermagem e Informática, junto à comunidade local e adjacente”, informa a gestora.

A programação do evento inclui palestras realizadas por convidados, minicursos, mesas-redondas, oficinas, exposições de trabalhos e apresentações culturais que têm como foco o papel do empreendedorismo como ferramenta para a geração de renda, cidadania, qualidade de vida e sustentabilidade.

O estudante William Fernandes Carneiro, 16, do curso técnico em Administração, diz que está entusiasmado para ministrar juntamente com seus colegas a oficina ‘Cheirinho do sucesso’. “Vamos abordar sobre como ser um bom empreendedor e como abrir seu próprio negócio. Ao final da atividade, vamos ensinar a fazer um aromatizador utilizando matérias como álcool, essências, palitos e outros”, destaca.

Quem também está à frente de uma das oficinas é Monicleia Souza Santos, 16, que faz o curso técnico em Informática. “Na oficina Criação de Site, mostraremos, na prática, como é o desenvolvimento de um site e vai ser muito interessante poder passar para as pessoas um pouco do que aprendemos durante o curso”, afirma a estudante.

Foto: Divulgação – ASCOM

Sai o resultado final dos selecionadas para a Etapa Territorial dos Projetos Artísticos e Culturais/2017 – Território da Bacia do Jacuípe

20161006_104307

Nos dias 26 e 27 de outubro de 2017 acontecerá em Ipirá o III Encontro Estudantil de Arte e Cultura, no qual estudantes das 27 Unidades Escolares do Território da Bacia do Jacuípe apresentarão suas produções de música, artes visuais, literatura, vídeo, teatro,coral e fotografia.

Confira abaixo a relação das Escolas e obras pré-selecionadas.

RESULTADO FINAL

Escolas Estaduais da Bacia do Jacuípe se preparam para a Virada Educacional 2017 – #TransformaÊ

15241993_1120461841384905_455593832016290918_n

O #TRANSFORMAÊ: VIRADA EDUCACIONAL BAHIA tem como base um dos eixos do Programa Educar para Transformar – Um Pacto pela Educação, o eixo 5 “Integração Família e Comunidade”. É um movimento educativo-cultural, proposto pela Secretaria da Educação do Estado às unidades escolares da Rede Estadual de Ensino, com o objetivo de potencializar a produção cientifica, artística, literária, cultural e social da unidade escolar com a participação do coletivo da comunidade local.

Em 2016, aproximadamente, 60% das unidades escolares estaduais atenderam ao chamado da Secretaria para realização de uma virada educacional no sentido de superar as dificuldades que as escolas vivenciavam. Essa ação foi marcada por 12 horas seguidas, simultaneamente, de apresentações artísticas, culturais e de experimentos científicos, além de debates com a comunidade escolar e local, dando visibilidade às ações e atividades inerentes à produção coletiva dos(as) estudantes, professores(as), funcionários(as), equipe gestora, pais/mães/responsáveis e comunidade local.

Em 2017, acontecerá a 2ª Edição do #TransformaÊ no dia 21 de setembro, cujo tema geral será Tomando Partido pela Escola. Com essa temática, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia reafirma a importância da escola enquanto lócus da formação humana, social, política e econômica dos sujeitos da aprendizagem, favorecendo aos integrantes da comunidade escolar e local a realização, enquanto cidadãos(ãs), de intervenções sociais no ambiente para a melhoria da convivência e da atuação de cada um(a) dos(as) sujeitos que compõem o universo educacional.

Em nosso Território de Identidade acontecerá nas Unidades Escolares: CE Nuclear e José Ribeiro – Baixa Grande; CE Zenilda Farias – Capela do Alto Alegre, CE Edna Moreira e CETEP III – Capim Grosso; CE Nossa Senhora da Conceição – Gavião; CE Evangelina, Monsenhor, Maria Bastos e CETEP – Ipirá; CE Abelardo Moreira Mairi; CE Virgílio Francisco – Nova Fátima; CE Pedro Falconeri – Pé de Serra; CE Normal de Pintadas; CE Quixabeira; CE Dacilda Rios; Maria Dagmar; Didimo; CETEP João Campos; Osvaldo Cruz – Riachão do Jacuípe; CE Berilo Vilas Boas – São José do Jacuípe; CE Nossa Senhora de Lourdes e Renato Medeiros – Serra Preta; CE Antonio Carlos Magalhães – Várzea da Roça e CE Felipe Cassiano – Várzea do Poço.

Nessa edição, contaremos com as ilustres presenças do Professor Ney Campelo, Superintendente da Educação Básica, e da Profª Tereza Farias, da Coordenação do Ensino Médio da SEC.

Pela Educação, levantamos bandeira, assumimos a causa, tomamos partido!

ney

abelardo ACM

capela

cetep iii

edna falconeri

nuclear

osvaldo virgílio

WhatsApp Image 2017-09-20 at 10.47.06

Café Literário estimula alunos do Abelardo Moreira em Mairi

20953796_1829328200414881_5786364703263015621_n

“A linguagem é como uma pele: com ela eu entro em contato com os outros. ”
Roland Barthes
 

O Projeto CAFÉ LITERÁRIO teve início  há 6 anos, contemplando alunos as turmas do 3° ano Ensino Médio (mat/vesp), através das atividades propostas sobre a Segunda Fase do Modernismo no Brasil, sob a orientação da professora Marilza  Oliveira.

O surgimento desta atividade didático-pedagógica deu-se a partir da necessidade de dinamizar as vertentes de leitura e interpretação, tendo em vista que os espaços de leitura da escola devem ser entendidos como uma extensão de apoio ao conhecimento e informações interrelacionados a sala de aula, aprofundando a sua compreensão em espaços destinados a aprendizagem do educando.

Portanto, entende-se este projeto como um recurso didático-metodológico que visa tornar o conhecimento da Literatura algo significativo e informativo que possa ser utilizado socialmente, desempenhando o papel que a Linguagem tem como responsabilidade: externar as reflexões individuais e construir a percepção do contexto histórico em que ela está sendo inserida.

O Projeto é realizado anualmente nas dependências do Colégio Estadual Abelardo Moreira.

Após a apresentação e problematização há um tempo de descanso para que todos possam tomar um café e, ao voltar, o público é provocado a participar do debate, a partir da mobilização realizada pela Professora Coordenadora.

20953457_1829082640439437_2446762770681703338_n
20953806_1829084623772572_956639585704796484_n
20992701_1519197884784971_3929885151561914071_n