Gestores da rede estadual de ensino dialogam sobre a utilização dos recursos destinados para melhoria das escolas

Com o objetivo de instruir e tirar eventuais dúvidas referentes à utilização do recurso do Programa Retorno Escolar Seguro (PRES), a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) está promovendo, até o dia 10 de dezembro, encontros virtuais com os gestores escolares e diretores dos respectivos Núcleos Territoriais de Educação (NTEs). Nesta sexta-feira (3), os encontros foram realizados com os dirigentes dos núcleos de Itabuna (NTE 05), Valença (NTE 06), Teixeira de Freitas (NTE 07), Itapetinga (NTE 08), e Salvador (NTE 26). Para a execução do programa, as escolas estaduais receberam, no total, recursos da ordem de R$ 250 milhões.

Os recursos transferidos à conta da Caixa Escolar das unidades escolares se destinam à cobertura de despesas de custeio e capital, de forma a contribuir para a manutenção física e pedagógica dos estabelecimentos de ensino, adequando as estruturas e adquirindo materiais necessários para manter os protocolos de biossegurança.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar, Manoel Calazans, falou da importância dos encontros. “Esta é a segunda rodada de encontros com os gestores escolares e que tem como objetivo acompanhar a reta final de execução dos recursos do PRES que foram encaminhados pela SEC para todas as escolas estaduais. Nos encontros, sanamos dúvidas sobre execução, documentação e prestação de contas”.

A diretora do núcleo de Itabuna (NTE 05), Leninha Vilanova, aprovou a iniciativa e tirou várias dúvidas sobre a execução dos recursos para serviços com pessoa física e de como adquirir equipamentos eletrônicos. “Estes encontros virtuais que a SEC promove para ficar bem de perto dos gestores e fazer todo o encaminhamento do investimento do PRES são de grande valia, pois temos a oportunidade de tirar várias dúvidas das escolas sobre esses recursos”, afirmou.

Os próximos encontros serão realizados na segunda-feira (6) com os núcleos de Amargosa (NTE 09); Juazeiro (NTE 10); Barreiras (NTE 11); Macaúbas (NTE 12) e novamente Salvador (NTE 26). Já na terça-feira (7), será a vez dos núcleos de Caetité (NTE 13); Itaberaba (NTE 14); Ipirá (NTE 15); Jacobina (NTE 16); e Eunápolis (NTE 27).

Estado começa entrega dos absorventes higiênicos do Programa Dignidade Menstrual

O Governo da Bahia começou, nesta quinta-feira (22), a distribuição dos absorventes descartáveis higiênicos do programa Dignidade Menstrual. Serão beneficiados mais de 226 mil estudantes e pessoas que menstruam regularmente matriculadas na rede estadual de ensino e que se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza, na faixa etária de 11 a 45 anos. O programa ofertará mensalmente um pacote de absorventes descartáveis por beneficiária e terá um investimento de R$ 5,6 milhões. Para o governador Rui Costa, a falta de absorventes para este público “é uma triste situação vivida por pessoas que, pela falta de recursos e conhecimento, não têm acesso aos cuidados básicos de higiene e saúde durante a menstruação”. Ele destacou que o programa também contempla “ações pedagógicas nas escolas voltadas à saúde e ao bem-estar para que as estudantes e pessoas que menstruam tenham mais tranquilidade durante o período”.
O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a abrangência da iniciativa. “A previsão é a de que o programa seja incluído no Plano Plurianual e passe a integrar as políticas públicas do Estado. A pobreza menstrual afeta negativamente parte importante das pessoas que menstruam no país e impacta, inclusive, na frequência escolar e, consequentemente, na aprendizagem. A saúde menstrual é um direito e, com este programa, o Governo da Bahia mostra mais uma vez que cuida de gente, que tem um olhar diferenciado e de zelo para a nossa juventude”, afirmou.
No Colégio Estadual Coriolano Carvalho, no município de Feira de Santana, a estudante Sirlane da Silva Pereira, 19, que faz o 2º ano do Ensino Médio, falou que o programa é um avanço. “A gente sabe que tem mulheres e meninas pobres que usam jornais, pedaço de pano e papel higiênico para controlar o fluxo menstrual a cada mês. As consequências da pobreza menstrual podem causar problemas de saúde e levar à morte, sem falar que isso também pode levar a problemas emocionais. Muitas alunas faltam aulas no período menstrual. Então, eu  acho muito importante este programa Dignidade Menstrual, porque vai reverter essa situação. Eu sinto, com isso, um carinho, um acolhimento, uma ajuda para todas que precisam e vão se sentir mais amparadas. O programa é uma conquista grande para as estudantes”, afirmou.
De acordo com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), 713 mil meninas vivem sem acesso a banheiro ou chuveiro em seu domicílio e mais de 4 milhões não têm acesso a itens mínimos de cuidados menstruais nas escolas, o que impacta nos percursos educativos. Na rede estadual de ensino, o programa Dignidade Menstrual é desenvolvido pela Secretaria da Educação (SEC), em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM).
A secretária da SPM, Julieta Palmeira, disse que a dignidade menstrual deve ser garantida a todas as pessoas que menstruam. “É uma questão de direitos humanos. Buscamos uma educação não discriminatória em relação às pessoas que menstruam. Precisamos romper mitos e transformar essa realidade com ações de sensibilização e educativas. Isso é também a busca da equidade de gênero”, destacou.
A entrega começou por 34 municípios do interior, pelas empresas que venceram os primeiros lotes da licitação. Este primeiro lote contempla três Núcleos Territoriais de Educação (NTE): o Núcleo do Sisal, com sede em Serrinha (NTE 04); Extremo Sul, com sede em Teixeira de Freitas (NTE 7); e Feira de Santana (NTE 19). Os próximos NTEs a serem alcançados com a entrega são:  Litoral Sul, com sede em Itabuna (NTE 05); Médio Sudoeste da Bahia, com sede em Itapetinga (08); Vale do Jequiriçá, com sede em Amargosa (NTE 09); Piemonte do Paraguaçu, com sede em Itaberaba (NTE 14); Piemonte da Diamantina, com sede em Jacobina (16); NTE Semiárido Nordeste II, com sede em Ribeira do Bombal (NTE 17); Médio Rio de Contas, com sede em Jequié (22); Bacia do Rio Corrente, com sede em Santa Maria da Vitória (NTE 23); e Costa do Descobrimento, com sede em Eunápolis (NTE 27). Nos demais NTEs, incluindo Salvador, a entrega dos absorventes deverá ser feita até a primeira semana de dezembro.
Formação e consciência – Além da entrega dos absorventes, o programa Dignidade Menstrual também contempla uma série de iniciativas que abordam o tema pedagogicamente nas escolas estaduais. A SEC já fomenta ações de promoção da saúde e prevenção de doenças e situações de agravos à saúde nas unidades escolares, através da temática transversal Educação para a Saúde – Saúde na Escola, constituindo-se este como um dos temas integradores do Documento Curricular Referencial da Bahia.
Diversos materiais didáticos também estão disponíveis no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Dentre eles está a Cartilha Educativa sobre Saúde Menstrual, que explica o que é a menstruação e quais as mudanças que provoca no organismo, bem como contribui para desmistificar tabus relacionados ao tema. Fazem parte das ações da SEC, ainda, processos formativos para estudantes, professores e gestores, visando ajudar na promoção da cultura, do cuidado, da empatia e do respeito.

Fotos: Divulgação

Maratona de aulões virtuais para o ENEM 2021 segue até o dia 26

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realiza, até sexta-feira (26), a maratona de aulões do ENEM 2021 na página do YouTube do EMITec (https://bit.ly/32oUHnM), no canal TV Educa Bahia e na página da Rede ENEM, que é parceira na atividade. A ação integra aulões das disciplinas das áreas do conhecimento que serão abordadas no segundo dia da prova no próximo domingo (28).  
A iniciativa consiste em um combo completo, com aulões e e-Books gratuitos de todas as disciplinas com os conteúdos que mais caem no exame, além de uma bateria de simulados das provas objetivas. Para acompanhar os aulões, ao vivo, transmitidos pela Rede ENEM, é preciso realizar a inscrição no endereço https://bit.ly/3HKfpOV. Os links para baixar os e-Books e fazer os simulados estão no endereço https://cursoenemgratuito.com.br/bahia/. Programação SEC – A SEC transmite todos os aulões, por meio do YouTube do EMITec e TV Educa Bahia, no dia seguinte à exibição ao vivo da Rede ENEM, conforme programação disponível neste enderço: https://abre.ai/dxzC. Para identificar o canal da TV Educa Bahia de sua região, acesse no endereço https://bit.ly/3FEVwY0.
Por meio do projeto ENEM 100%, a SEC descentralizou recursos do Fundo de Assistência Educacional (FAED) para as escolas com o objetivo de contratar transporte para os municípios que não sediam o certame ou distritos de municípios que sediam as provas, além da aquisição de kits lanche (suco de frutas, maçã e biscoito) e de higiene (álcool em gel e quatro máscaras de proteção como prevenção ao Coronavírus).

Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Salvador abre inscrições para oficinas e promove atividades durante a FLIPELÔ 2021

O Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) de Salvador, unidade pertencente à Secretaria da Educação do Estado (SEC), está com inscrições abertas para 15 oficinas gratuitas on-line e presenciais. Os estudantes da rede estadual do 9º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio interessados devem preencher o formulário disponível no endereço https://bit.ly/3oMA24G. Com carga horária de duas horas, as oficinas serão realizadas até o dia 15 de dezembro. Ao final de cada oficina, o participante recebe certificado e o mesmo pode ser validado nas Atividades Curriculares Complementares (ACCs).

Dentre as diversas oficinas ofertadas, destacam-se: “Além da Robótica – tecnologia e história”; “Redação ENEM: discutindo temas e argumentos”; “E aí, ENEM? Dicas de resolução de questões”; “Oficina de Modelagem 3D (Blender 3D)”; “Cine Melanina: mostra de filmes e documentários em comemoração ao mês da consciência negra”; “Matemática em contexto”; “História.Doc – Eu curto história”; e “Projetando! Estrutura de projeto científico”; dentre outras.

A diretora do CJCC de Salvador, Isabel Cristina das Virgens, falou sobre a importância das atividades para o aprendizado dos estudantes. “As oficinas estão abertas para que os estudantes da rede pública aprendam de forma prática e lúdica, agregando saberes nas diversas áreas do conhecimento de forma presencial e on-line”.

FLIPELÔ 2021 –  O CJCC também está marcando presença na Festa Literária Internacional do Pelourinho (FLIPELÔ). Nesta quinta-feira (18), na Casa de Castro Alves, em Salvador, foi realizada a oficina “Lambe-lambe” (pôsteres artísticos colados) da obra do escritor Graciliano Ramos. Já na sexta (19), às 16h, será realizada, no YouTube do CJCC (https://bit.ly/3HBY7DC), a live da mesa literária #papodeescritor. Os jovens escritores serão convidados a dialogar com o público sobre as suas experiências de produção literária na oficina realizada no CJCC.

A estudante Jeslane de Jesus, 16, 1º ano, da Escola Estadual de Vila de Abrantes, aprovou a atividade. “O espaço é muito legal e nós aprendemos bastante sobre lambe-lambe na oficina”, disse. Já o professor responsável pela atividade, Ives Quaglia, falou da atividade. “Os estudantes interagiram da melhor forma possível e eu estou muito satisfeito com os resultados da oficina”.

Sobre os CJCCs – Os Centros Juvenis de Ciência e Cultura são uma iniciativa da Secretaria de Educação do Estado da Bahia para promover a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes. As atividades são feitas de forma lúdica em ambientes interativos, nas unidades existentes: Salvador, Senhor do Bonfim, Vitória da Conquista, Barreiras, Feira de Santana, Irecê, Itabuna, Jequié e Serrinha. O objetivo dos CJCCs é cumprir um papel de extensão em relação à educação formal e ampliar o acesso de estudantes baianos às temáticas culturais e científicas modernas.

Foto: Divulgação

Monitores do Mais Estudo mobilizam colegas para participação nas provas do SAEB 2021

Os estudantes monitores do Programa Mais Estudo estão mobilizando os colegas, por meio de uma campanha de conscientização, para que participem das provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) 2021 que podem ser aplicadas nas escolas até o dia 10 de dezembro. Além da divulgação nas salas de aula e em grupos de WhatsApp das turmas, os estudantes estão mobilizando os professores neste engajamento. A ação consiste em um conjunto de testes e questionários, com a finalidade de avaliar a qualidade da Educação Básica do país; contribuir para a sua melhoria; e monitorar as políticas públicas educacionais. Participam estudantes do 5º e 9º no do Ensino Fundamental e 3° ano do Ensino Médio.
No Colégio Estadual Rotary, localizado em Salvador, é grande o engajamento dos monitores. Segundo a estudante e monitora de Português, Maria Caroline Oliveira, 3º ano, as provas do SAEB são de extrema importância não só para os estudantes, como também para os cidadãos. “As avaliações medem o grau de ensino das escolas e as informações obtidas são imprescindíveis para a avaliação da qualidade e dos planos de ensino de uma instituição para o futuro. Para divulgar a prova, o colégio tem feito cartazes, divulgado fotos e cards com as informações da prova entre os alunos, além de contar com o apoio de nós, monitores do Mais Estudo, para auxiliar e fomentar a importância da realização desta avaliação”, afirmou.
Também envolvido na mobilização, o estudante Robert Nunes Lima, 3º ano, é monitor de Matemática do Mais Estudo, no Rotary. “É de suma importância a realização de avaliações sobre o nível de conhecimento dos alunos de uma instituição educacional, baseando-se na premissa de quais medidas devem ser baseadas para a melhoria do sistema educacional, principalmente neste nível de conhecimento. Sendo assim, tornam-se indispensáveis avaliações como as do SAEB”, disse.
O superintendente de Gestão da Informação da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Rainer Wendell Guimarães, ressaltou a importância dos estudantes fazerem as provas do SAEB. “É fundamental que os estudantes compareçam no dia da prova com todo o entusiasmo e compromisso. É, de certa forma, um reconhecimento ao papel que a escola teve em sua formação e na preparação para a vida”.
Municípios – Com o objetivo de ampliar a participação das escolas públicas, as redes municipais também estão se mobilizando. Para a secretária municipal de Educação de Amargosa, Márcia Batista, este movimento de mobilização e participação dos estudantes também é fundamental para as redes municipais de ensino. “Entendemos essa avaliação externa como um importante instrumento de diagnóstico, que nos ajuda a promover uma  educação de qualidade, voltada a atender os anseios dos filhos e filhas da classe trabalhadora, que tem o direito a uma educação pública, gratuita, laica e de qualidade. Uma educação de qualidade é aquela que garante o direito à aprendizagem”, salientou.

SEC realiza maratona de aulões virtuais preparatórios para o ENEM 2021

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) vem realizando, ao longo do ano, através do Projeto ENEM 100%, diversos aulões preparatórios para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), cujas provas serão realizadas nos dias 21 e 28 de novembro. Para potencializar a preparação dos estudantes, a SEC também iniciou, na quarta-feira (10), a maratona de aulões do ENEM 2021, que segue até o dia 26 de novembro, na página do YouTube do EMITec, no canal TV Educa Bahia e na página da Rede ENEM.  A ação, realizada em parceria com a Rede ENEM, integra aulões das disciplinas das quatro áreas de conhecimento e de Redação para o ENEM.
A superintendente de Políticas para a Educação Básica, Manuelita Brito, falou da importância da preparação dos estudantes. “Estamos na reta final para o ENEM 2021 e, apesar do cansaço, não é hora de desanimar. Vamos aproveitar esses próximos dias para intensificar os estudos, recorrendo às videoaulas, dicas, trilhas e maratonas. Ainda dá tempo de se dedicar aos temas nos quais o estudante se sente mais inseguro e já ir se organizando para o dia da prova: documento pessoal com foto, caneta preta, identificar o local da prova e se ligar nos possíveis imprevistos”, destacou.
A iniciativa consiste em um combo completo, com aulões, e-Books gratuitos de Redação e de todas as disciplinas, com os conteúdos que mais caem no exame, além de uma bateria de simulados das provas objetivas. Para acompanhar os aulões, ao vivo, transmitidos pela Rede ENEM, é preciso realizar a inscrição por meio do link: https://bityli.com/rlYcGB. O aulão de Inglês e Espanhol será realizado de forma agrupada. Os links para baixar os e-Books e fazer os simulados estão no endereço https://cursoenemgratuito.com.br/bahia/.
Programação SEC – Em virtude da indisponibilidade de horário para a transmissão ao vivo de forma concomitante com a Rede ENEM, a SEC transmitirá todos os aulões por meio do YouTube do EMITec, através do endereço https://bityli.com/gCXLd8, e TV Educa Bahia, no dia seguinte à exibição ao vivo da Rede ENEM, das 13h às 14h, conforme programação disponível no endereço: https://bityli.com/Btev6Q. Para identificar o canal da TV Educa Bahia de sua região, acesse o link: https://bityli.com/PTeTgf.
Projeto ENEM 100% – Até o dia 19 de novembro, também acontece os aulões do Projeto ENEM 100%, às segundas, quartas e sextas, às 17h, com transmissão pela TV Educa Bahia e pelo canal do EMITec no YouTube. Além dos aulões, o projeto contempla ações de mobilização, considerando o calendário nacional do ENEM, tais como regularização da documentação básica; orientações para o pedido de isenção da taxa de inscrição e para o período das inscrições; disponibilização de plataformas e recursos pedagógicos de parceiros institucionais para a preparação para as provas; realização de aulas virtuais; e apoio logístico nos dias das provas para estudantes da rede estadual que residem em municípios que não sediam o certame, dentre outras ações realizadas ao longo do ano letivo.

Famílias dos estudantes da rede estadual recebem mais um crédito do Programa Bolsa Presença

O Governo da Bahia disponibilizou, nesta quarta-feira (10), novo crédito do Programa Bolsa Presença, que destina R$ 150, por mês, para as famílias dos estudantes da rede estadual de ensino cadastradas no CadÚnico e em condições de vulnerabilidade socioeconômica. Esta é a sétima parcela do programa, que foi ampliado até o mês de dezembro. Com a iniciativa, a previsão é atender 421.308 famílias e 528.213 estudantes. Os recursos disponibilizados pelo governo do Estado chegam a R$ 469 milhões.
A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas (remotas, híbridas ou presenciais) ministradas pela unidade escolar onde o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos alunos nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico.
A estudante Elen Stephanie Oliveira, 16, que faz o curso técnico em Administração, no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Logística e Transporte Luiz Pinto de Carvalho, em Salvador, já utilizou o crédito na compra de alimentos em um supermercado perto de sua casa, no bairro de Marechal Rondon. “Estamos muito felizes com o Bolsa Presença, pois podemos comprar diversos alimentos, como feijão, arroz, macarrão, carnes, frango, leite, verduras e legumes, que são importantes na alimentação. Sou muito grata por receber este benefício”, disse.
A mãe de Elen, Maria de Fátima Santos, falou da importância do benefício. “Sou diarista, trabalho geralmente duas vezes na semana e o dinheiro que eu recebo nos serviços é pouco. Esse valor de R$ 150 vem nos ajudando muito nas despesas de casa com a alimentação, pois complementa a nossa renda. Moramos só nós duas e o pai dela nos ajuda quando pode”, revelou.
Segundo a fiscal de caixa, Simone Santana, que é responsável pelo controle de operações financeiras nos caixas do supermercado onde Elen usa o cartão do benefício, o valor do Bolsa Presença vem impactando diretamente na economia local. “Desde quando foi liberada a primeira parcela do benefício, percebemos um aumento significativo nas vendas de alimentos com o cartão e, a partir disso, passamos a nos preparar para atender melhor as famílias dos estudantes, pois o fluxo de atendimento aumentou devido a esta demanda”, informou.
O governo do Estado ampliou a vigência e a concessão do Programa Bolsa Presença, com a implantação da segunda etapa, de acordo com a Portaria nº 1522/2021, publicada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), no dia 30 de setembro, no Diário Oficial. A portaria estabelece que a segunda edição do Programa Bolsa Presença terá a duração de três meses, com início em outubro e término em dezembro de 2021. O Bolsa Presença faz parte do Programa Estado Solidário e foi instituído pela Lei n° 14.310, de 24 de março de 2021.

Foto: Claudionor Jr/ASCOM/SECBA

Escolas estaduais mobilizam estudantes para avaliação que mede o IDEB nas redes de ensino

As escolas da rede pública têm até o dia 10 de dezembro para realizar a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), que avalia o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Com isso, as escolas da rede estadual de ensino estão mobilizando a participação dos estudantes que, neste ano, serão os que estão no 5º e 9º ano do Ensino Fundamental, e os de 3º e 4º ano do Ensino Médio. 

No Colégio Modelo, em Vitória da Conquista, a prova será aplicada no dia 18 de novembro e a mobilização segue através da sensibilização dos estudantes na sala de aula. “O indicador do SAEB é um norteador para a gestão escolar, porque podemos planejar metas que busquem a melhoria na aprendizagem. Contando com os professores, estamos mobilizando os estudantes para que possamos receber o resultado desta importante avaliação”, explicou o diretor Ademário Silva. 

Para a estudante Nathalia Oliveira, 3º ano, do Colégio Modelo, a prova SAEB é tão importante para as escolas quanto para os estudantes. “É essencial que toda a comunidade escolar seja mobilizada, pois a avaliação nos ajuda a compreender melhor como está a nossa aprendizagem”.   

O superintendente de Gestão da Informação Educacional da Secretaria da Educação do Estado, Rainer Guimarães, falou sobre a importância da mobilização das escolas. “Um dos pontos que são levados em consideração para este indicador é a participação de, no mínimo, 80% dos alunos de cada escola. Por isso, é fundamental que, efetivamente, todos participem e façam as provas”, afirmou. 

Orientações – A SEC também disponibilizou, no Portal da Educação, orientações para a preparação dos estudantes, dos professores e das equipes gestora e pedagógica para a realização da prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB). As orientações se referem, por exemplo, ao material necessário para o dia da aplicação e ao tempo da prova e preenchimento correto do cartão-resposta. 

Líderes de classe da rede estadual debatem em Salvador problemas globais em simulação de reuniões da ONU

Fotos: Josenildo Almeida/ ASCOM SEC

Líderes de classe da rede estadual de ensino dos 27 Territórios de Identidade da Bahia iniciaram, nesta quarta-feira (10), as atividades do Bahia Model United Nations (BaMUN). Realizado no Fiesta Bahia Hotel, em Salvador, até sexta-feira (12), a iniciativa promove uma simulação inspirada nas reuniões dos comitês da Organização das Nações Unidas (ONU), quando os jovens têm a oportunidade de debater problemas globais, atuando como diplomatas de países no posicionamento oficial da delegação. A abertura contou com a participação do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, além de autoridades locais e lideranças estudantis.

“É uma oportunidade de debater temas mundiais com líderes de classe representantes de escolas dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE). Dá muito orgulho ver a maturidade e o conhecimento apresentados, nesta abertura, por estudantes e jovens que têm a oportunidade de trocar experiências e discutir não apenas o futuro, mas também as suas realidades atuais e como isso pode ser transformado de forma positiva”, destacou o secretário Jerônimo Rodrigues.

A estudante cadeirante Bruna Pires, do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) Piemonte do Paraguaçu I, em Itaberaba, falou da oportunidade de participar do encontro. “A expectativa é muito grande, porque estão aqui reunidos líderes de classe de toda a Bahia e de realidades diversas. Por isso, estou muito empolgada com tudo que vamos passar nestes dias do encontro”.

Para o estudante da Educação do Campo, Ismael Sousa, do Colégio Estadual Lúcia Rocha Macedo, no Assentamento Cangussú, em Vitória da Conquista, os temas mundiais também devem ser discutidos no âmbito regional. “São assuntos que repercutem em todos os lugares e é importante que os estudantes possam discutir o impacto das consequências no seu território e como podemos melhorar este cenário”, disse.

Na abertura, ainda estiveram presentes a presidente da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público da ALBA, deputada estadual Fabíola Mansur; o líder de governo na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (ALBA), deputado estadual Rosemberg Pinto; o coordenador para Políticas da Juventude da SEC, Jocivaldo dos Anjos; o líder de território do NTE 21, Pedro Sampaio; o líder de classe no NTE 04, Dhena Pinheiro; os copresidentes do Instituto DiploMUN, Luiz Arthur e Felipe Carvalho; a administradora da ONG Educando, Liz Varela; o diretor de Relações Internacionais da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Kallel Naveca e o vice-presidente da UBES Bahia, Iago Anjos      

BaMUN – A ação é promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), em parceria com o Instituto DiploMUN, que desenvolve a atividade no Brasil. A iniciativa visa democratizar e ampliar o acesso às simulações da ONU e a diplomacia no ensino brasileiro, organizando e promovendo simulações presenciais e on-line para garantir a participação de estudantes dos mais diversos cenários socioeconômicos. A ação já impacta 13 mil jovens de 25 estados do Brasil e 15 países do mundo.

No mundo, a Harvard Model United Nations (HMUN) é a maior e mais prestigiada simulação da ONU. A HMUN conta com mais de quatro mil participantes de 50 países diferentes, que são selecionados através de um rigoroso processo de application. O evento acontece em Boston (Massachusetts) e reúne os jovens líderes mais promissores de todo o mundo para a discussão de problemas globais em mais de 30 comitês.

No Novembro Negro, escolas estaduais abordam a Lei Estadual de Combate à Tortura

As escolas estaduais irão desenvolver uma série de atividades alusivas ao Novembro Negro, que marca a celebração do Dia da Consciência Negra (20/11). Uma das temáticas que serão trabalhadas é a Lei n° 14.173 de 27/11/2019, que definiu o dia 4 de novembro como o Dia Estadual de Combate à Tortura e integra o calendário oficial de eventos do Estado. Esta data simboliza o dia da emboscada que vitimou Carlos Marighella, líder baiano revolucionário considerado inimigo nº 1 da ditadura militar (1964-1985).

A superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Brito, falou sobre os motivos que levam as escolas estaduais a relacionarem o Dia da Consciência Negra com a Lei de Combate à Tortura. “No campo educacional, a tortura se expressa de diferentes formas, muitas vezes simbólicas, a exemplo de práticas discriminatórias como o racismo. É exatamente nesta esfera que a Secretaria de Educação tem atuado, com projetos e propostas que fortalecem práticas identitárias e emancipatórias e buscam diminuir a discriminação, seja ela de cor, raça, gênero ou religião, na qual na maioria dos casos se utiliza de palavras ou expressões consideradas simples no dia a dia e materializam o constrangimento, que para quem pratica parece inofensivo, mas não o é para quem sofre”, afirmou.

Neste sentido, a SEC orienta que as escolas realizem seminários, oficinas, lives e debates, dentre outras atividades que chamem a atenção para o combate a qualquer tipo de tortura e contribuam para a conscientização sobre o tema. A SEC propõe, ainda, o uso de materiais didáticos específicos, publicados pela secretaria, e relacionado às culturas indígena e afro-brasileira, bem como os estudos e registros elaborados pelo Comitê Estadual de Prevenção e Enfrentamento à Tortura (CEPET), instalado em 2007, e pelo Grupo Tortura Nunca Mais Bahia (GTNM-BA), criado em 1995, que são referências para o debate e os estudos sobre a temática e, também, sobre a defesa dos Direitos Humanos.

Saiba mais sobre a tortura. Acesse:http://www.educacao.ba.gov.br/sites/default/files/private/midiateca/documentos/2021/cepet-comiteestadualdeprevencaoecombateatortura.pdf