FESTA NA BACIA DO JACUÍPE: I Webinar LIVRE-SE: Leituras plurais em tempos de pandemia

É com muita honra, imensa alegria e grande orgulho que o NTE 15 convida toda a comunidade do Território da Bacia do Jacuípe a participar da I Webinar Livre-se: leituras plurais em tempos de pandemia.

O evento online acontecerá durante todo o dia de amanhã, 19/06, em comemoração aos 4 anos de criação do Clube de Leitura do Colégio Estadual Felipe Cassiano de Várzea do Poço – Bahia.

Para a professora de Literatura Valéria Rios, uma das fundadoras do Clube e mediadora da I webinar, são muitos motivos para comemorar: “Ao longo desses 4 anos o Livre-se fez muito e queremos dividir com você nossas vivências e também aprender com outras pessoas e escolas sobre suas práticas de leitura e formação de leitores. Para isso, nosso Webinar pretende reunir alunos, professores e comunidade escolar de diferentes municípios do NTE-15 Bacia do Jacuípe, num grande encontro virtual cheio de literatura e afeto para festejar nosso aniversário e incentivar a criação de novos Clubes de leitura em nosso território.”

Esse espaço de escuta, troca de experiências e aprendizado sobre o que mais amamos: os livros e a literatura, pretende com o I Webinar Livre-se dividir com outras escolas, outros grupos de leitura, mediadores, professores, estudantes e todos os apaixonados por literatura as nossas vivências e também ouvir e aprender com nossos convidados sobre suas estratégias para tornar possível o acesso à leitura e manter viva a paixão pelos livros, mesmo em tempos de pandemia.

O Clube de leitura do Colégio Felipe Cassiano é um lugar de liberdade, fora das leituras obrigatórias, espaço que possibilita uma via para a formação leitora numa perspectiva além do ensino escolar, uma formação que o permita amar os livros, a partir de suas escolhas e da influência de seus pares igualmente leitores.

“Nesses 4 anos, temos visto crescer a sementinha que regamos diariamente em nossa biblioteca escolar: em nossos diálogos e debates presenciais, quando isso ainda era possível, em nossas lives e rodas de leitura online nesses tempos de pandemia”, frisou a professora Valéria.

Link para participação na plataforma Google Meet:

https://meet.google.com/fey-rccn-got

PROGRAMAÇÃO

Textos: Valéria rios. Adaptado.

Live apresenta experiências dos estudantes e professores no programa Mais Estudo

Estudantes, professores, coordenadores pedagógicos e gestores escolares da rede estadual participaram, nesta terça-feira (15), da de mais uma live promovida pelo Mais Estudo. Durante o encontro virtual, realizado pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), estudantes monitores e educadores contaram as suas experiências com o programa.
>> Assista a live aqui (https://bit.ly/3cMCMJV)  
A superintendente de Políticas para a Educação Básica do Estado, Manuelita Brito, falou sobre a trajetória e o alcance do programa do governo estadual que proporciona monitoria estudantil em Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica, visando fortalecer as aprendizagens. “Este programa tem uma caminhada muito bonita, que começou em 2019 para dez mil estudantes envolvidos com o trabalho de reforço das aprendizagens; conseguimos avançar em 2020 durante a pandemia e este ano, em sua terceira edição, ele cresceu e disponibilizou 52 mil vagas”.
Estudante do Colégio Estadual de Barreirinhas, no município de Barreiras, Samuel Maciel Sampaio falou da sua experiência inédita como monitor de Matemática. “A monitoria tem sido importante para melhorar o entendimento, tirar dúvidas e desenvolver as atividades. Eu me reúno semanalmente com meu supervisor, o professor Eduardo, para planejarmos as ações das próximas aulas. Faço a monitoria através do Google Meet e de grupos de WhatsApp”.
Atuando também pela primeira vez no Mais Estudo, como supervisor, o professor Eduardo Marques Ferreira comentou sobre a parceria com Samuel. “É uma experiência nova para mim, mas tem sido muito proveitosa. Tenho dividido a atividade em três etapas –  identificação dos alunos que estão com dificuldades; planejamento das aulas e apoio ao monitor no seu processo de ensino –, que resumem o papel da monitoria”.
No encontro ainda foram discutidas sugestões de atividades para os monitores, nos componentes Língua Portuguesa e Matemática;  o Simula SABE (simulasabe.educacaobahia.com.br), que traz simulados e questões que podem ser aproveitadas na monitoria; e questões ligadas ao prazos e envios dos relatórios.
Mais Estudo – As monitorias do programa,  promovido pelo Governo do Estado, acontecem remotamente no turno oposto aos quais os estudantes estão matriculados, por meio de diferentes ferramentas digitais. Ao todo, para esta edição, foram ofertadas 52 mil vagas, com uma bolsa mensal de R$ 100.

Foto: Divulgação


SEC divulga novas datas para início das aulas dos cursos do Programa Educar para Trabalhar

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) publicou, nesta sexta-feira (11), no Diário Oficial (DO), as novas datas para o início das aulas dos cursos  de qualificação profissional (Formação Inicial e Continuada – FIC), na modalidade de Educação à Distância (EAD). Serão três chamadas dos candidatos aprovados com o começo das atividades nos dias 5 de julho; 13 de setembro; e 8 de novembro. 

O estudante receberá um comunicado em seu e-mail cadastrado no momento da inscrição, com informações sobre o início do seu curso, calendário e orientações para acesso ao ambiente virtual de aprendizagem. A matrícula dos aprovados ocorre de forma automática e a validação dos dados também será enviada por e-mail. Em caso de dúvidas, o estudante pode entrar em contato pelo e-mail: educarparatrabalhar@enova.educacao.ba.gov.br

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica da SEC, Ezequiel Westphal, explica que a adequação das datas não altera a carga horária dos cursos. “Fizemos uma alteração no início das aulas para que pudéssemos melhorar, ainda mais, o acesso dos estudantes aos cursos on-line, mantendo a mesma qualidade dos cursos ofertados.” 

Ações – O Educar para Trabalhar faz parte das ações do governo do Estado, por meio do Programa Estado Solidário, que ofertou 44 cursos gratuitos de qualificação profissional (Formação Inicial e Continuada – FIC) a estudantes regularmente matriculados no Ensino Médio da rede pública estadual de ensino no ano letivo de 2020/2021, além dos egressos do Ensino Médio ou de cursos técnicos de nível médio (Educação Profissional e Tecnológica) que concluíram entre os anos de 2016 e 2020. 

Foto: Claudionor Jr – ASCOM/SECBA

SEC estabelece diretrizes para o desenvolvimento das Atividades Curriculares Complementares nas escolas estaduais

A Secretaria da Educação do Estado publicou, nesta quarta-feira (9), no Diário Oficial (DO), a Instrução Normativa nº 03/2021 que estabelece diretrizes para o desenvolvimento das Atividades Curriculares Complementares a serem realizadas no âmbito das unidades escolares da rede pública estadual de ensino da Educação Básica, no contexto do Continuum Curricular 2020/2021. O documento apresenta as atividades e programas que as escolas podem adotar como complemento para a carga horária estipulada na matriz curricular do ano letivo, de acordo com as necessidades de aprendizagens ainda não consolidadas pelos estudantes.

>> Baixe a Instrução Normativa nº 03/2021 (https://bit.ly/3ipac54

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre a iniciativa. “Com um ano letivo atípico, devido à pandemia, estamos ampliando as possibilidades de aprendizagem dos estudantes através de atividades complementares que poderão contar como carga horária letiva. A normativa dispõe de orientações da SEC, mas ficam assegurados a autonomia pedagógica da gestão escolar em articulação com a coordenação pedagógica e o corpo docente da unidade escolar; o planejamento; a avaliação; e a convalidação das atividades”.

As Atividades Curriculares Complementares podem ser ofertadas a partir de cinco categorias: Projetos e atividades pedagógicas desenvolvidas pela própria unidade escolar; Projetos e programas disponibilizados e/ou coordenados pela SEC; Projetos ou cursos ofertados por instituições de ensino público; Cursos oferecidos por instituições de Ensino Superior (IES); e Cursos oferecidos por entidades privadas de ensino ou Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIPs), sem ônus para os estudantes.

Entre algumas ações que podem ser incluídas como Atividades Complementares estão: Mais Estudo; Bolsa Presença; Educar para Trabalhar; Programa Ciência na Escola; feiras escolares e Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA); Programa Universidade para Todos (UPT); ENEM 100% (através do classroom, videoaulas na TV Educa Bahia, Simula ENEM, Plataforma ENEM 360º e Trilhas do ENEM); Programa Educação Ambiental e Saúde na Escola e Educação Fiscal e Financeira; Projeto Conexões; Jogos Estudantis da Bahia (JEB); festas e feiras literárias; e projetos estruturantes.

Foto: Claudionor Jr

Famílias dos estudantes recebem segundo crédito do Bolsa Presença nesta quinta-feira (10)

O Governo do Estado efetuará, nesta quinta-feira (10), o crédito da segunda parcela do Bolsa Presença. O programa deve beneficiar  311 mil famílias e 357 mil estudantes da rede estadual de ensino em condições de vulnerabilidade socioeconômica. Ao todo, serão seis parcelas do benefício, que tem o objetivo de apoiar financeiramente as famílias; contribuir para evitar o abandono escolar; e fortalecer a aprendizagem. 

O benefício de R$ 150 do Bolsa Presença é por família, mas o aluno pode acumular com os demais benefícios que recebe, ou seja, os R$ 55, por parcela, do Vale-alimentação Estudantil e os R$ 100 se for monitor do programa Mais Estudo. A soma destes três programas representa um investimento do Governo do Estado superior a R$ 410 milhões. 

A estudante Sofhia Grazielle Barbosa, 16, 1º ano, do Colégio Estadual Ministro Aliomar Baleeiro, localizado em Salvador, por exemplo, recebe os três benefícios. “Já estou na expectativa para receber esta nova parcela e comprar alimentos, como arroz, feijão, carnes e outros produtos para a minha família. Assim como os benefícios do vale-alimentação e da bolsa do Mais Estudo, este valor de R$ 150 tem ajudado muito nas despesas de casa, pois minha mãe se encontra desempregada”, contou.  

Além de a família estar cadastrada no CadÚnico na faixa de pobreza e extrema pobreza, as condições para que o aluno matriculado receba o auxílio Bolsa Presença são: assiduidade nas aulas, com frequência mínima de 75%; participação do estudante e da sua família nas atividades e avaliações escolares; desenvolvimento do projeto de vida e intervenção social; e manutenção atualizada dos dados cadastrais na unidade escolar e no CadÚnico. 
Foto: Divulgação

SEC promove concurso de vídeos educativos com foco no protagonismo estudantil em tempos de pandemia

A Secretaria Estadual da Educação do Estado da Bahia (SEC) publicou, nesta quinta-feira (03), no Diário Oficial do Estado (DOE), o edital para a 7º edição do concurso “Saúde na Escola – Promovendo a Educação para a Saúde”. O concurso é realizado no âmbito do Programa Educação Ambiental e Saúde, para a seleção de vídeos educativos produzidos por estudantes da rede pública estadual.

Neste ano, o concurso aborda o tema central: “O protagonismo estudantil contra o novo coronavírus – cuidando de si e dos outros em tempos de pandemia”. Com o objetivo de estimular o processo criativo e a conscientização sobre o tema, os conteúdos deverão ser produzidos por estudantes regulamente matriculados no Ensino Fundamental ou Ensino Médio de uma unidade de ensino da rede pública estadual.

As inscrições serão realizadas de 4 de junho a 3 de setembro de 2021. Neste período, as escolas irão realizar um processo de sensibilização e os estudantes interessados deverão elaborar um roteiro que servirá como referência na produção dos vídeos, com a orientação de um professor. Após a etapa de criação, a unidade escolar deverá enviar o material, com os documentos indicados no edital, para o Núcleo Territorial de Educação (NTE) ao qual está vinculada, para concorrer a etapa territorial. Cada NTE vai selecionar um vídeo, que segue como representante do território na etapa estadual, que contará também com um site para a votação popular. Os três primeiros projetos com o maior número de votos serão premiados. O resultado final será divulgado no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), no dia 06 de dezembro de 2021.

Premiação

Na etapa territorial, cada estudante autor do vídeo selecionado pelo NTE receberá um tablet. No concurso estadual, os três primeiros projetos receberão dois notebooks por vídeo classificado, sendo um para um estudante autor e o outro para o professor orientador. As unidades escolares dos projetos premiados receberão um projetor multimídia. Além dos prêmios citados, todos os finalistas da etapa estadual receberão uma placa de menção honrosa, como forma de reconhecimento ao desempenho e ao trabalho pedagógico realizado.

Acesse o edital no Portal da Educação.

Secretaria da Educação do Estado realiza sorteio eletrônico do Educar para Trabalhar

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realizou, nesta terça-feira (1º), o sorteio eletrônico para as vagas dos 44 cursos de qualificação profissional (Formação Inicial e Continuada – FIC) do programa Educar para Trabalhar. A lista dos pré-selecionados pode ser conferida no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Na sexta-feira (4), será divulgado, também no portal, o resultado final dos classificados. De 5 a 13 junho será realizada a matrícula, de forma automática, sem a necessidade da presença do candidato. O início das aulas está previsto para o dia 14 de junho.
Antes do sorteio, o chefe de Gabinete da Secretaria da Educação falou sobre a ação voltada à formação e à criação de oportunidades para o ingresso dos jovens ao mundo do trabalho. “As pessoas têm suas vontades e motivações próprias, mas precisam encontrar as condições para que se desenvolvam profissionalmente. O nosso programa Educar para Trabalhar está justamente dentro de uma política de formação que o Estado da Bahia está promovendo”. 
O superintendente de Educação Profissional e Tecnológica da Educação da SEC, Ezequiel Westphal, também falou sobre o alcance social do Educar para Trabalhar.  “Por meio deste nosso projeto, que faz parte do programa Estado Solidário, integramos um conjunto de ações de políticas públicas, que, na nossa área, visa o fortalecimento da Educação Profissional e a ampliação da oportunidade de qualificação profissional aos jovens e adultos”, disse o gestor. 
Estiveram presentes ao sorteio eletrônico  o promotor Adalvo Dourado, representando a Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público; Cleriston Cavalcanti, representando a Defensoria Pública do Estado da Bahia; Israel Santos de Jesus, representando o Tribunal de Contas da Bahia; Paulo Gabriel Nacif, presidente do Conselho Estadual da Educação (CEE); e Matteus Martins, assessor de Planejamento e Gestão da Educação, da SEC. A mediação do evento ficou a cargo de Jaiane Fiaz, coordenadora da Superintendência de Educação Profissional e Tecnológica.

Foto: Divulgação

Estudantes têm até dia 2 de julho para submeter projetos à 9ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia

Seguem, até 2 de julho, as inscrições para a submissão de projetos escolares da rede estadual de ensino para a 9ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). A atividade, que conta com a mobilização de estudantes e professores, será realizada em formado virtual, na plataforma do Instituto Anísio Teixeira (IAT), entre os dias 25 e 29 de outubro, com o tema “Territórios educativos e suas experiências científicas”. A FECIBA, desenvolvida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), tem como objetivo promover a popularização da Ciência e o fortalecimento da Educação Científica por meio de projetos desenvolvidos por alunos e educadores da rede pública estadual da Bahia.
>> Para as inscrições e mais informações acesse: www.educacao.ba.gov.br/feciba
Do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Litoral-Norte e Agreste Baiano (CETEP/LNAB), em Alagoinhas, a  professora orientadora Tânia Pinto e os estudantes Robert Lucas de Jesus Pereira e Joanderson Gomes Santos, do curso técnico de nível médio em Análise Clínica, e Roniel Mercês dos Santos, do curso técnico de nível médio em Informática, estão mobilizados em torno do “Descontaminatu”. O projeto,  desenvolvido durante a pandemia, consiste na construção de uma cabine de descontaminação. “Este trabalho tem como proposta utilizar a cabine no retorno às aulas híbridas e presenciais, para que a comunidade escolar tenha em mãos mais uma medida de segurança em relação ao Coronavírus. A proposta dos estudantes é que a cabine seja construída com elementos recicláveis e acessíveis, a exemplo de garrafas pets”, explica a professora Tânia.
Robert Lucas, 18, junto aos colegas de equipe, está entusiasmado com a possibilidade de apresentar na FECIBA um projeto que considera importante neste atual momento de crise sanitária. “O nosso projeto tem uma importância ambiental e de saúde coletiva, frente à insegurança ao retorno das voltas as aulas presenciais durante a pandemia”, relata o estudante.

Foto: Fernando Vivas/GOVBA / feita antes da pandemia

Nota de pesar – Clóvis Esequiel dos Santos

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) lamenta a morte do professor Clóvis Esequiel dos Santos, gestor do Núcleo Territorial de Educação de Santo Antônio de Jesus (NTE 21), mais uma vítima da Covid-19. Com temperamento calmo e cordato, o professor Clóvis sempre foi um entusiasta da Educação, para a qual dedicou parte de sua vida, seja como professor ou gestor da rede estadual de ensino, em diferentes momentos. No município, ele foi secretário de Transportes e, também, trabalhou no Ministério da Educação, durante o governo da presidente Dilma Rousseff.

Por onde passou, o professor Clóvis semeou ética profissional e conquistou o reconhecimento e o respeito dos colegas de trabalho, da comunidade de Santo Antônio de Jesus e de todo o território do Recôncavo. Ele deixa esposa, filho e um legado de compromisso e luta pela educação pública e de qualidade. Neste momento de profundo pesar, a SEC se solidariza com os familiares e amigos.

SEC disponibiliza novos Cadernos de Apoio à Aprendizagem de diferentes áreas do conhecimento

Os novos Cadernos de Apoio à Aprendizagem de diferentes áreas do conhecimento, referentes à II unidade letiva, já estão disponibilizados no Portal da Educação, através do endereço https://bit.ly/2S7nmIS. O material dá continuidade às sequências didáticas sugeridas pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) na unidade anterior, apresentando novos objetos de conhecimento, mas utilizando o mesmo formato de “trilhas de aprendizagem”. Elaborado por professores da rede estadual durante o período de suspensão das aulas, o material pedagógico é uma parte da estratégia das atividades letivas, com a finalidade de conciliar os tempos e espaços. 

A superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Brito, destacou a importância do material pedagógico sugerido. “Independentemente da pandemia, os Cadernos de Apoio são uma importante inovação da rede estadual da Bahia, pois, de forma orgânica, os nossos professores vão se apropriando dos conceitos, das possibilidades e dos limites trazidos pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e pelo DCRB (Documento Curricular Referencial da Bahia). E no contexto do continuum curricular e do ensino remoto, esse material didático é uma ferramenta particularmente importante para auxiliar os professores na organização do planejamento e dos recursos de ensino e aprendizagem, funcionando como um norteador”. 

Os Cadernos de Apoio à Aprendizagem foram planejados e produzidos a partir de nove etapas, com uma sequência de atividades com base nas competências e habilidades dos estudantes. O material faz parte de uma série de recursos educacionais elaborados pela SEC e têm como objetivo atender a estudantes nos diversos perfis de acessibilidade tecnológica, incluindo os que não possuem acesso à internet, durante as aulas remotas do ano letivo 2020/21. O material vai compondo, gradualmente, um material didático de suporte para a organização curricular nas escolas. “Os Cadernos não são prescritivos, pelo contrário, são propositivos. Os professores podem adotá-los integralmente, parcialmente ou não utilizá-los, caso considerem a sua metodologia e seu planejamento curricular mais adequados ao contexto das suas turmas. Também podem ser auxiliares em relação ao livro didático ou, pelo contrário, serem complementados por estes. As escolhas didáticas continuam sendo feitas por cada educador”, enfatiza Manuelita. 

Recursos educacionais – Além dos Cadernos de Apoio à Aprendizagem, cujo material tem como referência a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e o Documento Referencial Curricular da Bahia (DCRB), os estudantes também encontram no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br) outros materiais pedagógicos para reforçar a aprendizagem, a exemplo dos Roteiros de Estudo e das Pílulas de Aprendizagem. Para quem não tem acesso à internet, uma boa opção é assistir à TV Educa Bahia, que disponibiliza uma programação 24 horas por dia, de domingo a domingo, com conteúdos exclusivos da Educação. Durante todo o dia são transmitidas videoaulas dos diferentes componentes curriculares, além de lives, documentários e diversos programas em parceria com o Canal Futura da Fundação Roberto Marinho. 
Foto: Ilustrativa